sábado, 16 de janeiro de 2010

Quem não percebeu a dor do meu silêncio Não conhece o coração de uma mulher ... Que mundo tão sem graça Mais confuso do que o meu ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário